The Mandalorian — S02E03 — Star Wars está Filonizado

Image for post
Image for post

Antes de falar sobre o episódio da semana, queria contar que fiquei arrepiado ao ver a chamada da Tela Quente para a exibição dos dois primeiros capítulos de The Mandalorian. Eu sou cria da sessão de filmes da TV Globo. Quando era moleque, aguardava ansioso a vinheta de programação do início do ano para saber o que seria exibido e gravava filmes na fita para rever. Antes de ter TV a cabo, antes de qualquer pensamento de streaming e filmes em formato digital, era a Tela Quente a sessão dos lançamentos, dos inéditos (ou as vezes nem tanto). Ver um espaço desse na TV aberta, mostrando uma série de Star Wars produzida por um streaming, é uma coisa incrível para quem teve a oportunidade de acompanhar essa evolução no consumo de filmes em casa. E cá entre nós, é bonito demais que ainda chamem Star Wars de Guerra nas Estrelas!

Mas vamos ao que interessa…

Essa semana chegamos ao episódio três da segunda temporada (ou melhor, o Capítulo 11), “The Heiress”, dirigido por Bryce Dallas Howard, e olha… tivemos o melhor episódio desse ano até aqui e um dos melhores da série toda.

Ao finalizar a viagem e levar Frog Lady para Trask, Din e Baby Yoda seguem uma pista para encontrar mais mandalorianos. Depois de caírem em uma armadilha e serem resgatados por três guerreiros com armaduras de Mandalore, Din deve partir em outra missão com os três para conseguir a informação de onde encontrar um Jedi e, enfim, entregar a criança. Mas quem teria tal informação? A líder do grupo é ninguém mais, ninguém menos que Bo-Katan Kryze, herdeira de Mandalore e que já apareceu em Clone Wars e em Rebels.

E é aí que o “Filonismo” toma conta de vez de The Mandalorian.

Image for post
Image for post

A entrada de Kryze não só liga a série com as animações, como entra de cabeça no lore dos mandalorianos, do expurgo e, claro, do Sabre Sombrio, mostrado na última cena da primeira temporada. The Mandalorian caminha para dar continuação à alguns acontecimentos dos desenhos animados e ser o live action que os fãs de Dave Filoni tanto pediram. Em “The Heiress” isso fica muito explícito em alguns enquadramentos que são idênticos aos dos desenhos, como a cena em que Din conversa com Bo-Katan e os outros na cantina ou nas cenas de ação dentro de uma nave do império.

Aliás, o Capítulo 11 é um show à parte nas questões técnicas. A trilha sonora da série é uma das melhores de toda a saga Star Wars. Ludwig Göransson utiliza de forma precisa o tema principal (no início da cena do barco), uma trilha clássica em momento mais calmo (o encontro de Frog Lady e o marido) e outra mais moderna nas cenas de ação (o tema do grupo de Bo-Katan é fantástico). Além disso, o design de produção do planeta portuário/pesqueiro é incrível, as criaturas que habitam o planeta (sdds Almirante Ackbar), os trajes mandalorianos… a aparição de um guindaste feito em uma estrutura semelhante ao AT-AT é incrível.

Image for post
Image for post

E se eu fui um dos grandes detratores de “Sanctuary”, o fraquíssimo quarto episódio da primeira temporada, também dirigido por Bryce Dallas Howard, aqui ela acerta em cheio. O ritmo do episódio é ótimo, as cenas de ação são bacanas, há um risco iminente e a história da série anda para frente, trazendo tramas que começaram na temporada anterior. Howard entrega tudo o que os fãs de Star Wars (e principalmente os de Dave Filoni) estavam querendo. A revelação de quem Din Djarin deverá encontrar para concluir sua missão com Baby Yoda é a cereja do bolo.

Não é cedo para dizer que The Mandalorian já foi “Filonizada”. Aliás, desde a primeira temporada já sentíamos esse cheiro no ar. Não duvido que com a aparição de Boba Fett, a ligação de Kryze com Darth Maul e o jedi que Din deverá encontrar, veremos flashbacks que vão ligar com a série de Obi-Wan, Rebels ou mesmo Clone Wars.

Entretanto, o que mais me anima com esse Capítulo 11 é a volta da mitologia dos clãs de Mandalore, a busca pelo Sabre Sombrio e o “Vida Longa ao Império”. São nesses pontos que, finalmente, poderemos ver uma verdadeira expansão de Star Wars nas telas e, enfim, acompanhar o que ocorre na galáxia fora do eixo Skywalker.

Esse é o caminho.

Written by

Cinema, TV e música. Cinéfilo na veia, música em todos os tempos livres e TV naquela hora do sofá.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store